O Fluido – o mensageiro de Deus entre os homens

Tudo isso gera fluido é bom eo que é mau, matando

o-fluido-o-mensageiro-de-deus-entre-os-homens
o-fluido-o-mensageiro-de-deus-entre-os-homens

Se as duas despertam a face um ao outro, ficam-se no fluido. O seu rosto é diferente cada dia, um dia estás feliz como um pássaro, o segundo dia és apaixonado, o terceiro dia divertido como fosses uma criança … Se vai haver as duas pessoas que se comportam em relação uns aos outros como as crianças ignorantes que todos se perdoam, o fluido da vida permanecerá entre eles.

Preocupe-se com o fluido e não ser difícil, mas corajoso nas relações. Se tu viveres só tecnicamente com om outro homem, todos estariam mortos e insuportável. Serias horrorizado sobre cada toque de outro homem que não esteja no fluido. Por isso, rejeita a arbitrariedade e totalmente se deixa à vida.

Onde foi morto o fluido, ocorre uma rocha invisível que a tem colocado apena o homem. Deste ponto em diante, tudo se torna como uma pantomima, porque entre duas pessoas não hà mais os pontos comuns e na verdade não estão a viver mais juntos.

Há poucos que conseguiram a não deixar que ou outros lhe matem o fluido. Portanto, protege o seu fluido e fala ao Senhor.

O mistério eterno de fluido é que nunca vais ver ou sentir o seu próprio fluido. Vês e sentes somente os outros fluidos.

Jesus está na cruz da falta de fluido. Surgirá da cruz quando o fluido será bastante forte para jogar-se como as crianças. Ele próprio teve um forte fluido pelo qual ele poderia trazer de volta os mortos. Hoje ninguém e nada doe o fluido para o outro. As pessoas só escrevem as fórmulas para matar o fluido, enquanto para reanimá-los nunca as escreviam.

Não aprecies a vida pelos critérios deste mundo, mas pelo o fluido. Seja grato ao Senhor por tudo o que te foi dado e mantém o fluido.

A música também pode evocar o fluido. Pode convocar o fluido de Maria, de Jesus, o espírito de Deus que mude um homem.

Ficamos profundamente no dia do juízo, porque o fluido é já mais poderoso deste mundo. Vêm as oportunidades mais grandes, mais insuportáveis. A vida sempre alcança onde a levam os caminhos e no mundo moderno isto seja a morte. Em cada sociedade existem milhares das vidas e milhares dos fluidos. O homem moderno tem desperdiçado o mundo mais precioso – um mundo de fluido – um mundo para o qual ele nasceu.

No mundo desenvolvido as chances de falhar valem noventa por cento porque para o preço de sua própria segurança as pessoas têm jurado ao senhor de morte. Devido à sua segurança física negaram tudo do valor do homem. Eles lançaram a humanidade, os Deus, e, assim, venderam a alma – a portadora do fluido.

Com a maior facilidade prostituem dos valores espirituais – o líquido que age como um mensageiro do Senhor, e infinitamente apreciam a transitoriedade do corpo. Anteriormente, as pessoas souberam preservar o fluido, uma riqueza invisível que é infinitamente mais valiosa do que o ouro puro. Desta forma, as pobres nações tinham preservado o fluido.

Cada indivíduo deve desenvolver um fluido para que poder eventualmente separar à vida eterna.